Liderança Humanizada – Conheça 4 características

Não são apenas os profissionais que precisam de trabalho, as empresas precisam de bons colaboradores e é comprovadamente mais conveniente, e vantajoso financeiramente, desenvolver esses profissionais e um bom ambiente de trabalho do que ter uma alta rotatividade. 

 

Para falar sobre liderança humanizada antes é preciso entender que há uma grande diferença entre mandar e liderar. 

Há bastante tempo as relações de trabalho têm se estruturado de forma que o gestor manda e o subordinado obedece, uma relação em que só se considera a produção de resultados ou que a colaboração para os resultados obtidos em conjunto é egoisticamente centralizada. 

Mas essa realidade tem mudado e, principalmente, porque as formas de consumo e o mercado tem mudado, por tanto, é inteligente defender a promoção da mudança também dentro das empresas 

Com o desenvolvimento da tecnologia a sociedade no geral tem tido uma enorme transformação que, embora ainda não esteja tão evidente para algumas pessoas, vem acontecendo de maneira mais rápida do que parece. 

As consequências boas são possibilidades renovadas e até mesmo inovadoras formas de conduzir as relações de trabalho. 

O maior investimento que uma empresa pode fazer é no capital humano, é no desenvolvimento do profissional que está colaborando para o funcionamento e produtividade do seu negócio. 

Mas o mais importante: investir de forma humanizada. 

O que significa desenvolver lideranças que sejam capazes de ter empatia com as pessoas com as quais trabalham e são comportamentos simples que diferenciam um líder de um simples gestor.  

Afinal de contas, um simples gestor enxerga apenas o óbvio e está tão somente preocupado em entregar resultados e pouco disposto a desenvolver qualquer empatia no ambiente de trabalho, no dia-a-dia. 

Esse tipo de comportamento é comprovadamente além de desmotivador também nocivo para o ambiente de trabalho. 

 um líder de fato tem algumas características que o diferenciam e destacam em sua atuação, que fazem com que toda a circunstância ambiental da empresa, tanto no que diz respeito a gestão de competências como no que diz respeito a gestão de resultados, seja otimizada. 

A liderança de alta performance se pauta no reconhecimento do trabalho do colaborador, ainda que esse trabalho seja objetivamente uma troca já preestabelecida, e tem algumas características pontuais: 

  • Elogia e incentiva: reconhece e valoriza os bons desempenhos. 

 

  • Age com gentileza e respeito: entendendo que do outro lado existe um ser humano e que sua posição não o torna melhor do que ninguém.  

Deixa de lado o posicionamento autoritário e entende que o engajamento e um ambiente saudável só é possível se todos estiverem à vontade para se relacionarem uns com os outros. 

 

  • Disposição para ouvir: um bom líder precisa ter em mente que é quem está na operação do negocio e que enfrenta as dificuldades e soluções do dia-a-dia que poderá mostrar pra ele o que precisa ser ajustado ou não. 

 

  • Liderança por exemploo líder é aquilo que ele espera de seus colaboradores, aquilo que ele diz e acredita. Nesse aspecto o autoconhecimento é fundamental, porque saber aproveitar os talentos e motivá-los para que eles se destaquem requer grande autoconfiança.  

O mais importante é entender que as relações de trabalho têm se transformado e é preciso que as empresas e seus líderes acompanhem essas mudanças, até porque, a necessidade não é unilateral.  

Ademais, os resultados de uma liderança humanizada são indiscutivelmente mais produtivos e a garantia de desenvolvimento e sucesso da empresa de forma progressiva é ainda mais realizável.

Deixe uma resposta