Profissionais do Futuro: O que pensam profissionais a frente do seu tempo?

Ao longo do tempo foi se desenvolvendo uma nova maneira de comunicação entre colaboradores e companhias que se diferencia das formas de relações tradicionais 

As relações tradicionais dentro das empresas se pautam em uma comunicação linear em que o propósito principal é a produtividade, o lucro e é sustentada a impessoalidade. 

A própria maneira de se referir aos profissionais como funcionários já é bastante definidora para exemplificar essa relação que pode ser considerada ultrapassada.  

A palavra funcionário, significa, de acordo com o dicionário Priberam, aquele que tem ocupação permanente e retribuída, o empregado. O conceito é de alguém que simplesmente tem alguma função, tem uma funcionalidade. 

Hoje não se trata mais de funcionários, mas colaboradores, isto é, aqueles que colaboram para o desenvolvimento das empresas e como consequência se desenvolvem profissionalmente de forma saudável.  

O que tem acontecido é uma crescente movimentação para a transformação na maneira de comunicação dentro das companhias, muito em função do desenvolvimento tecnológico e da globalização. 

O mercado tem mudado, as práticas de consumo também e as relações humanas têm sido questionadas principalmente com a avanço da tecnologia e com as consequências desse avanço. 

Nesse sentido é que surge o profissional do futuro. 

E o profissional do futuro é essencialmente um profissional mais humano. Tem uma capacidade de empatia que o habilita a lidar de forma equilibrada com qualquer situação. 

Esse profissional se deu conta de que é completamente possível ser produtivo sem que sua vida pessoal seja comprometida. 

Ele leva em consideração suas habilidades para além de sua formação profissional e harmoniza as duas de maneira que se tornem uma só e sejam eficientes para o que se propõe a fazer. 

Seus valores, sua ética e o conhecimento sobre si mesmo é seu verdadeiro currículo. Antes de ser aquele que faz é aquele que é.  

Ou seja, está dedicado a estar alinhado com seu propósito interior e de forma consciente ser flexível frente as variáveis de uma rotina de trabalho. 

Esse profissional está dedicado a aprender sempre, tanto com as experiências do dia-a-dia como de forma teórica para o bom desempenho de sua produtividade. 

Ademais, se coloca a disposição para ter uma visão holística das situações, o que significa ser capaz de sobrepairar as situações e pensar de forma criativa em soluções e processos.  

Além de ter flexibilidade na comunicação e saber ouvir. 

Pois bem, o profissional do futuro pode pensar de muitas formas, porque esse profissional sabe que é possível criar a própria a realidade, ser produtivo, proativo, flexível às adversidades com propostas de soluções e estar bem consigo mesmo e com seu ambiente de trabalho. 

O profissional do futuro é livre para ser ele mesmo e contribuir para o desenvolvimento da empresa em que trabalha de forma saudável e construtiva para ambos. 

Deixe uma resposta