Relações de Trabalho

Mais do que ter habilidades profissionais técnicas e um conhecimento invejável em qualquer que seja sua área de atuação é preciso saber também que ser capaz de lidar com as diferenças de posicionamentos entre as pessoas no ambiente de trabalho pode ser um desafio, mas é completamente necessário para que os bons resultados sejam possíveis. 

É importante ter em mente que os conflitos são inevitáveis, mas não necessariamente esses conflitos precisam se tornar um problema e podem inclusive serem utilizados a favor das situações. 

Afinal de contas, as diferenças são importantes para o desenvolvimento das ideias inovadoras, por exemplo, e de um aparente conflito pode surgir uma solução que mudará todo o percurso ou rumo de uma circunstância. 

De acordo com Gilberto Cury, presidente da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística:  

“Muitas vezes conflitos são confundidos com brigas, mas na verdade nada mais são do que a divergência de opiniões somada a má comunicação. No ambiente empresarial, quando bem gerenciados, os conflitos podem ajudar no crescimento da empresa e desenvolvimento das pessoas”. 

A PNL como ferramenta técnica para a reprogramação mental é uma importante aliada para a construção de um ambiente de trabalho mais harmonioso.  

Porque ela trabalha no desenvolvimento de pessoas, no autoconhecimento e na consciência dos padrões mentais e consequentemente das nossas ações verbais e não verbais, assim como as das outras pessoas. 

Identificados os padrões mentais que conduzem as ações, então é possível aprimorar a maneira a qual se lida com as circunstâncias, desenvolvendo mais confiança para expressão, posicionamentos mais claros e objetivos e, consequentemente, melhorando a comunicação entre as pessoas. 

Quando se tem consciência de suas ações e reações com relação as circunstâncias e pessoas, fica mais fácil de corrigir o que for necessário e adotar maneiras mais maduras e coerentes com as situações para que a comunicação aconteça de forma mais fluída e equilibrada. 

 Afinal, uma boa comunicação não está relacionada simplesmente a colocar as pessoas umas na frente das outras para dizerem o que as incomoda, mas investir na capacitação dessas pessoas para que elas tenham uma vida mais perceptível, administrem melhor suas relações e tenham mais empatia com as histórias e experiências umas das outras quando tiverem diante de um conflito. 

Dessa maneira, com os conflitos minimizados e bem administrados, as habilidades comportamentais resultarão em mais harmonia e as técnicas profissionais inclusive serão melhores aproveitadas.  

Proporcionando assim, uma maior produtividade e melhores resultados para a empresa.

Deixe uma resposta